set 17

17 setembro 2020

Pernambuco amplia leitos para atendimento às crianças com sintomas respiratórios

 

Foto: Hélia Scheppa/SEI

Nesta quinta, mais dez vagas de Terapia Intensiva (UTI) serão disponibilizadas para pacientes infantis

Dando continuidade ao planejamento de ampliação e assistência às crianças que apresentam sintomas respiratórios de forma mais aguda e que precisam de internamento hospitalar no Estado, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), vem reestruturando a rede para o recebimento do público infantil. O Hospital de Referência Covid-19 (Maternidade Brites de Albuquerque), em Olinda, deu início à mudança de perfil no atendimento aos pacientes com o novo coronavírus. A partir desta quinta-feira (17.09), dez leitos de terapia intensiva (UTI), antes destinados ao uso exclusivo de adultos, já estarão reservados para o acolhimento de crianças que precisam de assistência médica.

Nesta sexta-feira (18.09), outros dez leitos de enfermaria que atendiam ao público adulto também mudarão de perfil para atendimento pediátrico. Até o final de setembro, mais 20 leitos (sendo dez de enfermaria e dez de UTI) também estarão habilitados para crianças com sintomas gripais, totalizando 40 leitos.

Pernambuco já possui mais de 100 leitos pediátricos e neonatais, sendo mais de 40 de terapia intensiva (UTI), para prestar assistência a esse público. Atualmente, a ocupação média dessas vagas está em 62%. “Diante da necessidade de reforçar a assistência ao público pediátrico, os leitos, antes voltados para adultos, estão sendo readequados e convertidos, dentro do nosso planejamento, o que vai nos dar ainda mais segurança no plano de convivência”, destacou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A SES-PE também mantém, permanentemente, a busca ativa de leitos em toda a rede e em unidades conveniadas para encaminhamentos de seus pacientes, atendendo às especificidades de quadro clínico. Antes das vagas no Hospital de Referência, em Olinda, já haviam sido abertos 10 leitos de UTI neonatal no Imip, mais 10 leitos de UTI pediátrica e 17 de enfermaria para crianças no Hospital Barão de Lucena.

VACINAÇÃO – O secretário lembrou, ainda, durante a coletiva online do Governo de Pernambuco, nesta quinta-feira, que crianças apresentam menor risco de desenvolver formas graves da Covid-19. Reforçou também a necessidade de imunizar esse público contra outras doenças que já dispõem de vacinas nos postos de saúde. “As crianças, apesar de também propensas a se infectarem pela Covid-19, apresentam menor risco de desenvolver as formas graves da doença. Para além do novo coronavírus, há uma série de outras doenças – até mais graves para o público infantil – com as quais já convivemos e que, para muitas delas, já temos vacinas disponibilizadas na rotina dos postos de saúde. Por isso, reforço a importância de pais e responsáveis levarem as crianças aos postos de vacinação para atualizar o esquema vacinal”, alertou Longo.

REDE – Atualmente, os serviços de referência em pediatria para Covid-19 no Estado são: Hospital de Referência Covid-19 (Maternidade Brites de Albuquerque); Hospital Correia Picanço; Hospital Barão de Lucena (HBL); Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), no Recife; Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru; Hospital Dom Malan, em Petrolina; Hospital Dom Moura, em Garanhuns; Hospital Fernando Bezerra, em Ouricuri; Hospital Inácio de Sá, em Salgueiro; Hospital Professor Agamenon Magalhães (Hospam), em Serra Talhada; e Hospital Ruy de Barros Correia, em Arcoverde.

Essas unidades atuam, constantemente, para dar celeridade ao processo de avaliação de cada quadro clínico, realizando exames e procedimentos, e, quando indicado, encaminhando pacientes para outras unidades de saúde ou direcionando para outros setores da própria unidade.

AVANÇOS NO PLANO – O Governo de Pernambuco autorizou, a partir da análise do Gabinete de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, que os municípios que compõem as Macrorregiões de Saúde 3 e 4 (Sertão do Estado) e a Gerência Regional que tem como cidade polo Garanhuns, no Agreste Meridional, avançam no Plano de Convivência com a Covid-19, a partir da próxima segunda-feira (21). A Macrorregião I, que compreende a Região Metropolitana do Recife e a Zona da Mata, por sua vez, permanece na Etapa 8.

As Gerências Regionais VI, VII, VIII e XI, com polo nas cidades de Arcoverde, Salgueiro, Petrolina e Serra Talhada, avançam para a Etapa 8, podendo liberar escritórios com 100% dos funcionários, além de museus e espaços para exposições. Já as Gerências IX e X, com sede em Ouricuri e Afogados da Ingazeira, respectivamente, avançam para a Etapa 7, ampliando o horário de restaurantes e shopping centers até as 22h.

Com o Agreste atingindo o nível 2 de risco, a Gerência Regional V, com sede em Garanhuns, avança da Etapa 7 para a Etapa 8, também liberando escritórios com 100% dos funcionários, além de museus e espaços para exposições. Isso coloca toda a Macrorregião 2 na Etapa 8, ficando igual à Região Metropolitana e à Zona da Mata.

“Atualmente, 97% dos setores da economia do Estado já voltaram a funcionar, sendo alguns com capacidade mais reduzida e outros com 100% da capacidade. É importante ressaltar que o retorno das atividades, sem reflexos negativos no comportamento dos números da doença, também é justificado pela obrigatoriedade do cumprimento dos protocolos específicos de cada atividade, alinhado e definido a partir dos diálogos permanentes entre Estado e a representação dos segmentos”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, também na coletiva desta quinta-feira.

O Governo de Pernambuco segue monitorando o comportamento dos indicadores de saúde, que é o principal componente para decidir o avanço do Plano. Os protocolos dos setores estão disponíveis no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, onde também está publicada a última versão do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19.

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por

set 17

17 setembro 2020

Paulo Câmara autoriza início das obras da Yazaki, que vai gerar cerca de dois mil empregos no Agreste

 

Foto: Hélia Scheppa/SEI

Multinacional de origem japonesa constrói, em Bonito, sua décima unidade no Mercosul, com um investimento de R$ 60 milhões. Operações devem começar em junho de 2021

O governador Paulo Câmara assinou, nesta quinta-feira (17.09), no município de Bonito, no Agreste do Estado, a ordem de serviço para o início das obras da fábrica da Yazaki, multinacional de origem japonesa especializada na produção de chicotes automotivos e outros componentes, como displays, dispositivos eletrônicos e instrumentos. Cerca de dois mil empregos diretos serão gerados quando a empresa estiver em operação, integrando o conjunto de fornecedores da fábrica da Jeep em Goiana, na Zona da Mata Norte. O investimento na nova planta é de R$ 60 milhões.

“Bonito hoje, com certeza, entra em uma nova etapa com a chegada dessa empresa, que vai compor o polo automotivo de Pernambuco. Um grupo com o porte da Yazaki, que tem uma experiência mundial na fabricação de componentes eletrônicos, vai dar uma nova visão, uma visão da economia do futuro, da mão de obra qualificada, de realmente fazer diferença na qualidade de vida e no crescimento profissional das pessoas daqui do Agreste. Bonito vai ser uma referência para a região a partir do momento em que chega uma empresa desse porte, de um ramo novo”, afirmou o governador.

O empreendimento será erguido em um terreno de 10 hectares, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes de Alencar. A unidade terá 21 mil metros quadrados de área construída e suas instalações utilizarão os mesmos modelos da unidade de Sergipe, composta por mais de 90% de trabalhadores locais. A previsão da empresa é iniciar as operações em junho de 2021. “A chegada da Yazaki Mercosul ao Agreste pernambucano possibilitará à região um crescimento econômico local sem precedentes. Contribuindo para que, futuramente, novas empresas vejam em Bonito o potencial para se tornar também um importante polo fabril para o Estado”, disse o presidente da Yazaki  Mercosul, Lázaro Figueiredo.

“Como Yazaki, nossa missão junto às comunidades é ser uma empresa comprometida com o mundo e necessária à sociedade. A fábrica de Bonito vem para reforçar esse propósito. Estamos fazendo um investimento milionário na região, com a certeza de que vamos modificar positivamente o futuro desta cidade e contribuir para que, a partir das atividades da Yazaki, novas oportunidades sejam geradas”, completou Figueiredo.

A companhia já possui contrato e integra a cadeia de suprimentos da Fiat Chrysler Automobiles. Os produtos destinados à Jeep vêm da unidade localizada em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe. A expansão da multinacional também está relacionada ao crescimento da produção de veículos da FCA e à nova rodada de investimentos da cadeia produtiva local, com aportes privados que chegarão a R$ 7,5 bilhões até o ano de 2023, implicando na geração de mais nove mil empregos diretos.

Paulo Câmara foi recebido pelo presidente da empresa no local onde será construída a décima fábrica do grupo na América do Sul e a sexta no Brasil. Estava acompanhado também do diretor de Operações da Yazaki, Emílio Garcia; do gerente da fábrica em Bonito, Marcelo Gibim; dos secretários estaduais Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico) e Fred Amancio (Educação e Esportes); e do presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu e Lima.

Coube a Schwambach destacar a importância de mais esse empreendimento para o desenvolvimento do interior de Pernambuco, descentralizando e expandindo a atuação do polo automotivo. “É uma oportunidade de investimento muito importante. Bonito abraçou a proposta da Yazaki e, em pouco tempo, estaremos iniciando as obras. Em breve, vamos fazer a inauguração e gerar essas oportunidades de emprego para a população aqui da região”, enfatizou o secretário.

Desde que a Fiat Chrysler inaugurou suas instalações em Goiana, em abril de 2015, já foram atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados e geradas mais de 13,6 mil vagas formais no mercado de trabalho pernambucano. Atualmente, há cerca de 120 empresas instaladas e atuando, de forma direta ou indireta, no setor automotivo.

COMPETITIVIDADE – A competitiva política de atração de investimentos do Governo de Pernambuco continua a gerar bons negócios para o Estado, apesar da crise global desencadeada pelo novo coronavírus. Até este mês de setembro, foram aprovados mais de 180 novos projetos de implantação ou expansão de indústrias, centrais de distribuição e importadoras em solo pernambucano, com a perspectiva de geração de 26,2 mil novos empregos. Todos os empreendimentos passaram pelo crivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico ou do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic).

Ao todo, foram 130 novos projetos anunciados em 2019, totalizando quase R$ 15 bilhões em investimentos e uma perspectiva de gerar 22 mil postos de trabalho diretos em todo o Estado. Em 2020, por sua vez, foram 51 novos projetos atraídos e a projeção é de que sejam geradas 4,2 mil vagas de emprego com carteira assinada em território pernambucano. Os aportes privados anunciados até este mês totalizam R$ 2,22 bilhões.

O presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu e Lima, destacou o papel da AD Diper para a concretização do projeto. “Acompanhamos a empresa desde os primeiros estudos de viabilidade. Servimos como um braço estratégico para que os empresários entendam como funciona a economia do Estado. A Yazaki foi assessorada desde a escolha do local do empreendimento, passando pela interlocução com órgãos estaduais, até o aftercare, quando ficamos à disposição da empresa para eventuais necessidades”, concluiu.

Link do vídeo: https://we.tl/t-PSrVuYRifF

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por

set 17

17 setembro 2020

Ação de Cidadania leva serviços públicos para Dois Unidos

 

 

As Ações de Cidadania estão de volta aproximando os serviços públicos da população. Neste sábado (dia 19), a população de Dois Unidos e bairros vizinhos será beneficiada e contará com toda a segurança sanitária. A nova Ação de Cidadania terá agendamento pela internet, aferição da temperatura do corpo para ter acesso, obrigatoriedade no uso de máscaras de proteção, o distanciamento social será organizado e haverá dispensadores de álcool em gel. Entre os serviços, distribuição de máscaras de proteção de pano.

Os agendamentos para os serviços devem ser feitos na área de “Agendamento” do Portal PE Cidadão. Os cidadãos também podem digitar www.pecidadao.pe.gov.br/#/agendamento, ler as instruções e preencher todos os campos. Esta Ação vai acontecer na Escola Estadual Professor José dos Anjos, em Dois Unidos.

A Ação de Cidadania terá atendimento para emissão da primeira ou segunda via da carteira de identidade, pelo novo sistema de coleta de dados biométricos. O sistema é eletrônico, mais seguro, rápido e não precisa sujar o polegar. A primeira via da identidade é gratuita, mas a partir da segunda será necessário pagar uma taxa de R$ 23,90. O documento para pagamento da taxa (DAE) estará disponível em seguida ao agendamento.

Será possível emitir CPF ou uma nova via das certidões de casamento, de nascimento e de óbito. O Posto Itinerante do Detran fará atendimento para segunda via da carteira de habilitação, além de vários serviços do órgão de trânsito.

No local, haverá informações sobre os programas Atitude, de proteção e cuidados para os usuários de crack e outras drogas, Juventude Presente e Governo Presente, da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas.

A Defensoria Pública de Pernambuco fará atendimento para aqueles que precisam orientação jurídica. Em outros pontos, informações sobre a Lei Maria da Penha, o sistema Alerta Celular e a Patrulha Escolar, e do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Quem estiver inadimplente com a Compesa poderá negociar seus débitos. Os técnicos da companhia estarão com uma unidade móvel no local para atender os interessados no parcelamento e quitação de dívidas. A Celpe também fará atendimentos na Ação de Cidadania.

As Ações de Cidadania ocorrem em todas as regiões do Estado com o objetivo de garantir e facilitar o acesso aos serviços públicos para a população. Elas estavam suspensas em razão das medidas restritivas de enfrentamento da pandemia e voltam no próximo sábado. Em 2019, foram perto de 1.800 atendimentos gerais aos cidadãos. O mutirão de serviços e informações é uma articulação da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, começa às 8h e segue até o meio dia.

 

Ação de Cidadania em Dois Unidos

Data: Sábado, dia 19 de setembro

Horário: das 8h às 12h.

Local: Escola Estadual Professor José dos Anjos

Endereço: Av. Hidelbrando de Vasconcelos, s/n. Dois Unidos

Próximo ao terminal de ônibus de Dois Unidos

ASCOM

Compartilhe:

Postado em RECIFE | Por

set 17

17 setembro 2020

Incêndio em ambientes hospitalares: o que pode ser feito para minimizar riscos e proteger vidas

 

Imagem de Nico Franz por Pixabay

 

O ambiente hospitalar é um dos poucos lugares onde podemos encontrar todos os riscos existentes. Lá, temos riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes, sendo necessária toda a precaução possível. No entanto, além dos perigos já pré-existentes, é necessário o cuidado em dobro com manutenção predial e instalação de equipamentos de prevenção contra incêndios e outras emergências. Só em 2019, o Brasil registrou 32 incêndios de grandes proporções em unidades hospitalares, segundo a Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar (ABDEH). No mundo, foram mais 800 mortes em consequência de fogo em hospitais.

Em tempos de pandemia, o nível de ocupação desses locais chega quase ao seu ponto máximo, podendo até sobrecarregar um sistema que não está preparado. Neste ano, tivemos exemplos de casos no Amapá, Ceará, Paraíba e, mais recentemente, em Brasília.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Sprinklers (ABSpk), Felipe Melo, especialista em medidas de proteção contra incêndios e emergências, motivos ligados à rede elétrica é uma das causas mais comuns nas ocorrências. “Além de problemas com trabalho à quente, como por exemplo solda em estrutura metálica ou qualquer outro método que gere faísca, é comum vermos, também, casos envolvendo coifa de cozinha, devido a acúmulos de gordura nos dutos de exaustão ou até mesmo em fritadeiras”, explicou. Por isso, a atenção deve ser redobrada.

“Uma das medidas de segurança que pode ajudar muito nesses momentos são rotas de fuga bem dimensionadas, nos hospitais, que ajudam em uma evacuação mais rápida, e a adoção de sistemas de sprinklers, traduzidos no Brasil para “Chuveiros Automáticos”, que controlam o incêndio logo no início e inibem a formação de fumaça tóxica, dando tempo e visibilidade para a evacuação do espaço, minimizando os riscos”, aconselhou.

Além disso, os projetos arquitetônicos hospitalares atuais devem levar em consideração as normas de emergência, visando à aprovação da estrutura perante órgãos reguladores. Para prevenir incêndios de forma eficiente, é preciso ter um planejamento mais detalhado, que considere receber apoio de engenheiros com maior vivência de segurança contra incêndios desde o início, estabelecendo opções de proteção em casos de ocupantes com pouca ou nenhuma opção de mobilidade.

Em 2014, a Anvisa lançou o manual de segurança contra incêndio em hospitais e afirma que incêndios de diversas magnitudes em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde no Brasil podem representar 3.200 ocorrências ao ano, ou cerca de 270 incêndios ao mês.

É fato que a ocorrência de incêndios se dão por fatores diversos, muitas vezes difíceis de se prever. Mas, ao seguir corretamente as orientações dos órgãos competentes e investindo em instalação e manutenção dos equipamentos são medidas simples e eficientes para a preservação de vidas e de patrimônios.

Sobre a ABSpk

A Associação Brasileira de Sprinklers, fundada no início de 2011, nasceu com o objetivo básico de fomentar o uso de sprinklers no mercado nacional. Sua função é promover a discussão, bem como implementar ações, no intuito de que todo sistema de sprinkler, projetado, instalado e mantido, no Brasil, seja tratado de maneira técnica, profissional e ética, uma vez que riscos à vida e ao patrimônio estão diretamente relacionados à correta implementação de equipamentos nos diversos tipos de empreendimentos e finalidades/uso da área protegida

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Artigo | Por

set 17

17 setembro 2020

Governo de Pernambuco paga parcela residual aos beneficiários do 13º do Bolsa Família

 

Foto: Marcelo Vidal

Pagamento extra, que é feito aqueles que se regularizaram após fechamento das folhas de fevereiro, março e abril, incia hoje e segue até o dia 30 deste mês, somando mais de R$ 2,1 milhões nesta etapa

O Governo de Pernambuco inicia, nesta quinta-feira (17), o pagamento da folha residual dos beneficiários que têm direito ao 13º do Bolsa Família, iniciativa estadual que concede uma parcela extra aos beneficiários do programa federal. Essa parcela vai contemplar 18.096 famílias que regularizaram situação junto ao programa Bolsa Família após a geração das folhas de pagamentos nos meses de fevereiro, março e abril e antes do final do mês de maio, conforme previsto no Decreto de Regulamentação do Programa. O pagamento residual soma um total de R$ 2.138.080,00 e será feito até o próximo dia 30. O 13º do Bolsa Família é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude.

As parcelas da folha residual variam entre R$ 41,00 e R$ 150,00. O pagamento continuará sendo realizado nos mesmos locais onde o beneficiário já recebe o seu benefício do Bolsa Família: nas agências da Caixa Econômica, terminais eletrônicos, lotéricas ou estabelecimentos credenciados.

Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, reforça que a folha extra se soma a mais de R$ 150 milhões que foram investidos pelo Governo de Pernambuco no programa estadual. “Com esse pagamento, chegamos a um total de aproximadamente R$ 154,6 milhões destinados a essa parcela da população, que representa um terço dos pernambucanos. Foram contempladas 1.180.902 famílias nesse compromisso firmado pelo governador Paulo Câmara”, destacou.

Parte destas 18 mil famílias contempladas na folha residual conseguiu ser reintegrada ao programa após o Supremo Tribunal Federal deliberar sobre uma ação do Consórcio de Governadores do Nordeste, que reivindicou o corte de beneficiários que havia sido realizado pelo Governo Federal. “Vimos, nos anos iniciais de 2020, que diversos beneficiários do Nordeste haviam saído da folha de pagamento do Bolsa Família e graças a essa ação, eles foram reincorporados, o que também teve reflexos no benefício estadual”, pontua o secretário executivo de Assistência Social, Joelson Rodrigues.

Para saber se o recurso está disponível, os beneficiários podem fazer a consulta no site www.sdscj.pe.gov.br , digitando o Número de Identificação Social (NIS) e a data de nascimento do responsável familiar pelo benefício.

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por