Publicidade


A vigilância do delinquente deve começar dentro de casa

16 jan 2017|Postado em:Política

O Jornal do Comércio que faz uma narrativa do processo histórico do PSB mostra uma queda no avanço das ações sociais criadas ainda no governo Arraes e aprimorados com o ex-governador Eduardo Campos.

O programa “Atitude”que assiste aos usuários de drogas de fundamental importância para recuperação dos pacientes, por outro lado, uma conta a ser paga, os investimentos públicos foram negativamente influenciados pelo momento aparentemente financeiro, digo isso, pelo fato de que há perdões bilionários de dívidas de multinacionais quando ações importante no combate a violência sofrem amargamente pela falta de investimentos.

A violência das ruas vem de casa, a formação do delinquente tem as primeiras ações no seio da família, onde não existe um policiamento permanente, e tudo é aceito de forma leve, olhos vendados para o erro onde cresce e reflete na sociedade, o fruto de tudo isso é a ausência da família no dia-dia do menor que passa a ser hoje o delinquente.

Pode existir vários projetos como esse “Atitude”, ou seja lá qual for, se o governo não provocar um acompanhamento mais amplo com a Polícia da Família, modelo que foi implantado em Serra Talhada a um tempo atrás, onde a Polícia acompanha o cotidiano dos menores passo a passo, uma espécie de monitoramento que surgiu na Colômbia, reduzindo a violência naquele país.


Publicidade



Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: