Publicidade


Artes em poesia é foco do primeiro encontro do “Palavração” com o escritor Fernando Monteiro nesta terça (22) com transmissão ao vivo da Biblioteca do Estado  

21 ago 2017|Postado em:Notícias


Publicidade



O escritor Fernando Monteiro inicia roda de debates de poesia no projeto Palavração que começa a partir desta terça-feira (dia 22), em bate-bate papo com a jovem poeta carioca Laura Erber sobre a correlação da poesia com as artes visuais, com foco em sua mais recente publicação “A retomada” (Relicário Edições), às 15h30, na Biblioteca Pública do Estado, em Santo Amaro, no Centro do Recife, com culminância durante a XI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, que acontece 6 e 15 de outubro no Pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco, no Complexo de Salgadinho, em Olinda, Zona Norte do Grande Recife.
O projeto, que antecipa as ações da Bienal de Pernambuco, colocará as diversas vertentes da poesia contemporânea em destaque tendo como ponto de partida essa discussão com a escritora, artista visual e professora do departamento de teoria do teatro da Unirio, que, após nove anos sem publicar inéditos, traz aos leitores esse novo trabalho. No bate-papo, a escritora irá enfatizar detalhes sobre esse novo trabalho na qual os versos são marcados pela evocação visual e na qual as imagens emergem de dentro dos poemas, provocando sensações ambíguas que a escrita trata de registrar.
Com o tema “O Ano das Lágrimas da Chuva!”, o “Palavração” será comandando pelo escritor, poeta e cineasta Pernambucano Fernando Monteiro, homenageado este ano da décima primeira edição da Bienal, que conduzirá até outubro cinco debates com diversos nomes que representam na atualidade este estilo literário, inicialmente neste prestigioso endereço na Boa Vista. “Teremos neste projeto cinco momentos de bate papo de Fernando Monteiro com poetas convidados mostrando que a poesia em sua diversas propostas está mais viva do que nunca, diante do trabalho pulgente de personalidades que estão tornando-a popular em várias faixas etárias da nossa sociedade. E temos assim um leque variado de personalidades e de trabalhos que traçam o desenvolvimento da poesia e sua força na atualidade”, comenta o empreendedor cultural e diretor da Cia. de Eventos, Rogério Robalinho.
Realizado pela Ideação com incentivo do Funcultura, o “Palavração” ainda envolverá este mês de agosto encontro entre o premiado escritor pernambucano (vencedor do I Prêmio Pernambuco de Literatura com o romance “O livro de Corintha”) com a também poetisa carioca Marília Garcia, na terça-feira (dia 29), às 15h30. Na ocasião, a escritora, tradutora e editora brasileira (da Luna Parque) e autora de “Um teste de resistores” (2014), publicado pela 7letras, conversa com Fernando Monteiro sobre o local da poesia nos dias de hoje pelo olhar de quem produz e de quem edita, trazendo assim novas perspectivas sobre a literatura e leitura poética. “Fernando Monteiro é um dos grandes nomes da literatura brasileira. E nessas conversas, ele colocará em questão o ponto de vista atual desta literatura hoje e suas narrativas”, destaca o jornalista Schneider Carpeggiani, curador do Palavração.
Em virtude da capacidade limite do auditório da Biblioteca Pública do Estado, a organização montou um esquema para possibilitar todos os interessados a conferirem o encontro com transmissão dos bate-papos ao vivo, via streaming, a partir das 15h30, através da fanpage da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco: https://www.facebook.com/BienalPernambuco/. O “Palavração” manterá assim espítiro lúdico ao ocupar este espaço único, localizado na Rua João Lira, ao lado do Parque 13 de Maio, a Biblioteca do Estado que é considerada um dos endereços com uma das mais ricas do Brasil em edições raras.

Palavração – sobre os participantes
 
Fernando Monteiro é ficcionista, poeta, crítico de arte e cineasta. O escritor nasceu no Recife, em 1949, e vem se destacando como um dos maiores expoentes da literatura nacional. Ele tem mantido um conjunto expressivo na literatura com um olhar real da atualidade, em uma trajetória literária marcada por diversos prêmios. Vencedor em 1975 do Prêmio Othon Bezerra de Melo, da Academia Pernambucana de Letras, com peça teatral em dois atos O Rei Póstumo, ainda se consagrou com outros trabalhos.
 
Laura Erber é escritora, ensaísta, artista visual e professora do departamento de teoria do teatro da Unirio. Ex-escritora em residência na Akademie Schloss Solitude de Stuttgart e no Pen Center de Antuérpia, a carioca publicou contos e ensaios em diversas revistas e tem vários livros de poesia, entre eles “Insones” (2002) e “Os corpos e os dias” (2008), finalista do Prêmio Jabuti na categoria Poesia. Com uma lista relevante de publicações, a poetisa já chegou a se destacar na lista dos vinte melhores jovens autores brasileiros da revista Granta em 2012.
 
Marília Garcia é autora, editora da LunaPARQUE edições e coeditora da revista virtual Modo de Usar & Co. Como editora, já integrou o comitê editorial da revista Inimigo Rumor, dedicada à poesia, porém, enquanto escritora assumiu os livros de poesia “20 poemas para o seu walkman” (2007), “Engano geográfico” (2012) e “Um teste de resistores” (2014), além de projetos de tradução entre os quais textos de Emmanuel Hocquard, Gertrude Stein e Kenneth Koch.
 
SERVIÇO
Palavração – “O Ano das Lágrimas da Chuva!”
Quando: Terça, dia 22 de agosto, e dia 29 de agosto, às 15h30.
Onde: Biblioteca Pública do Estado (Rua João Lira, s/n, ao lado do Parque 13 de Maio, Santo Amaro)
Informações e Transmissão ao vivo: https://www.facebook.com/BienalPernambuco/

 
Ivelise Buarque – Jornalista / DRT-PE 2.467

Compartilhe:

1 Comentário

  1. Maria da Conceição de O. Xavier
    agosto 22, 2017

    Leave a Reply

    Gostaria de receber notificações informando sobre às obras e demais assuntos.

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: