Publicidade

Publicidade


Danilo: “Não é só fazer a água chegar. É fazer chegar em menos tempo e com mais frequência” 

2 maio 2022|Postado em:Política

 

Danilo: “Não é só fazer a água chegar. É fazer chegar em menos tempo e com mais frequência" 

Foto: Marcus Mendes

O pré-candidato a governador Danilo Cabral, em entrevista à Grande Rio FM de Petrolina, nesta segunda-feira (2), reforçou o compromisso de assumir pessoalmente a política de abastecimento d’água para a população pernambucana. O Pacto pela Água é uma das políticas públicas propostas por Danilo para aprofundar as mudanças que têm melhorado a qualidade de vida dos pernambucanos desde a gestão Eduardo Campos.

“Não é só fazer a água chegar. É fazer a água chegar em menos tempo e com mais frequência na casa das pessoas. Precisa aumentar a disponibilidade da água, mas precisa também melhorar a qualidade dessa água. É por isso que menciono novamente a questão do Pacto Pela Água. Então, enquanto governador, nós pretendemos constituir um conjunto de indicadores objetivos, de redução do nível de rodízio e melhoria na qualidade de água”, destacou o deputado.

Danilo se posicionou contra a privatização da Compesa, uma empresa pública de todos os pernambucanos. “Mesmo já tendo diversas obras de abastecimento em curso na Compesa, vamos dar um foco maior na questão da distribuição. Em Petrolina, o serviço da Compesa tornou a cidade a 32° cidade brasileira, 3° do Nordeste e 1° de Pernambuco no ranking de saneamento do Instituto Data Brasil. São indicadores nacionais que falam disso. Portanto, quero aqui assumir o compromisso de a gente avançar mais e tornar em 100% o saneamento da cidade”, pontuou Danilo. 

Durante a entrevista, Danilo também se comprometeu a sanear 100% da cidade sertaneja. Em Petrolina, o atendimento urbano de água é de 100% e de esgoto, 84%. “Eu me lembro que, durante a gestão do ex-prefeito Odacy Amorim, ele estabeleceu um plano de metas para que isso fosse feito. Infelizmente, as gestões seguintes não deram a devida importância a esse projeto”, criticou. 

INFRAESTRUTURA – No Governo Danilo, os investimentos também serão em infraestrutura, para que os produtores da fruticultura irrigada possam escoar melhor sua produção. “Para que a gente possa garantir a circulação das pessoas, mas, sobretudo, a circulação das mercadorias que são geradas por meio das atividades econômicas. E o Sertão do São Francisco tem uma atividade econômica muito intensa; essa questão da fruticultura, que necessita de uma infraestrutura adequada para o escoamento dessa produção. Não só da requalificação das estradas que já existiam, mas investimentos em estradas novas, que estão sendo implantadas, interligando cidades, interligando comunidades, interligando áreas economicas”, argumentou.

Em seguida, Danilo detalhou as ações iniciadas pelo Estado para o São Francisco que serão aprofundadas no seu governo. “Temos investimentos da ordem de R$ 160 milhões, que estão sendo empregados na requalificação ou construção de quase 260 quilômetros de estradas. Estradas que estão sendo feitas, por exemplo, em Cabrobó; a estrada que vai de Santa Maria da Boa Vista à Lagoa Grande, que é uma estrada importante. Temos Caraíbas-Petrolina, na divisa com a Bahia; Parnamirim e Lagoa Grande também. Não estamos falando de promessas, estamos falando de ações que já estão em execução”, finalizou.

Assessoria de Comunicação 
Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: