Publicidade


Dois meses após vencer o Miss Alemanha, pernambucana visita comunidade no Recife onde nasceu e mantém projeto social

24 abr 2022|Postado em:Notícias, RECIFE


Publicidade



Dois meses após conquistar o título de Miss Alemanha 2022, sendo a primeira imigrante e negra a vencer o concurso, a modelo, atriz e ativista Domitila Barros visitou à Linha do Tiro, no Recife, onde nasceu e desenvolve um projeto social. A pernambucana de 37 anos voltou à comunidade em abril e encontrou vizinhos e amigos repletos de orgulho da conquista dela (veja vídeo).

Esta foi a primeira vez que Domitila voltou à capital pernambucana depois de conquistar o título no país europeu. Ela foi coroada no dia 19 de fevereiro, durante a premiação realizada no Europa-Park Arena, na cidade alemã de Rust.

“Quando eu vi que estavam procurando mulheres com poder de inspiração, e não a mais bonita, e quando eu vi eles que estavam procurando uma mulher que podia ter qualquer cor porque, na Alemanha, isso é uma temática, eu falei: ‘Vou tentar, vai que dá bom'”, contou Domitila.

Ao todo, 12 mil candidatas se inscreveram no concurso, das quais 160 foram selecionadas para a disputa, que começou em setembro de 2021. Durante três fases, os jurados analisaram questões como diversidade, empoderamento feminino e responsabilidade social.

“Quando eu ganhei essa faixa, eu caí no chão porque eu não estava acreditando no que estava acontecendo. A minha caminhada foi muito árdua, a perna falhou naquele momento. Eu não estava entendendo”, declarou a pernambucana.

Foi na Ilha do Tiro que Domitila começou o trabalho voluntário na ONG criada pelos pais, o Centro de Atendimento a Meninos e Meninas (CAMM). Em funcionamento há quase 40 anos, o espaço atende 40 crianças da comunidade com atividades educativas, esportivas e culturais.

Domitila Barros visitou a Linha do Tiro, bairro da periferia do Recife, onde ela nasceu e tem projeto social — Foto: Reprodução/TV Globo

Por causa do trabalho no Camm, Domitila ganhou, em 2000, o prêmio “Sonhadores do Milênio”, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Estudou serviço social e ganhou uma bolsa para fazer mestrado na Alemanha, onde mora desde 2006.

Para pagar as contas, começou a trabalhar como modelo e virou influenciadora digital, criando conteúdos sobre meio ambiente e sustentabilidade, entre outros temas. Domitila nunca perdeu o vínculo com a Linha do Tiro. Em 2018, ela reuniu mulheres da comunidade para vender roupas de moda praia e joias feitas com capim santo.

Para atender mais crianças da Linha do Tiro, a ONG precisa de doações, segundo Domitila. “A gente vive de doações e, nos últimos anos, as doações vinham, praticamente, só da Europa porque não temos nenhum apoio estatal”, contou a Miss Alemanha 2022.

Na ONG onde tudo começou, Domitila é inspiração para todos. “Ela mereceu ser a miss. Para a gente aqui, foi um orgulho”, contou a dona de casa Pollyanna da Silva. “Isso me motiva a chegar onde eu quero chegar”, afirmou a estudante Yasmin de Santana, de 12 anos.

Com o pé no chão, Domitila subiu cada degrau até conquistar o título. Como ela gosta de dizer: “a favela venceu”.

“Vou ganhar por esse ano todo essa plataforma global para divulgar para o mundo a minha mensagem: como é nascer numa comunidade, como a Linha do Tiro, estudar na Alemanha e ter oportunidade, com estudo, com o legado, com esses anos de missão, estar levando essa questão de empatia, responsabilidade social e sustentabilidade para o mundo”, disse.

Fonte: g1 PE

Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: