jun 18

18 junho 2021

Pernambuco faz mobilização neste final de semana para 2º dose da Coronavac em atraso

Estado recebeu 65 mil doses desse fabricante, além de 97.110 da Pfizer, totalizando mais de 162 mil vacinas somente nesta sexta-feira

Com a chegada de mais 65 mil doses da vacina contra a Covid-19 da Coronavac/Butantan na manhã desta sexta-feira (18.06), Pernambuco espera zerar, nos próximos dias, o número de pessoas que aguardam pela segunda dose desse imunizante. Para isso, ficou acordado entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems-PE) que os 73 municípios que receberam essa nova remessa, além daqueles que ainda contabilizam pessoas a vacinar com a Coronavac, farão mobilizações ao longo deste final de semana para imunizar o público em atraso. A orientação é também convocar os que ainda não foram tomar a segunda dose da Astrazeneca/Fiocruz no tempo preconizado de três meses após a primeira aplicação.

Além da chegada da Coronavac/Butantan, Pernambuco recebeu, na madrugada desta sexta, 97.110 doses da Pfizer. As vacinas serão destinadas às pessoas com comorbidades e deficiência, podendo ser expandidas aos demais grupos prioritários e à população em geral por faixa etária, de acordo com o andamento da campanha e realidade de cada município. No total, a campanha de vacinação em Pernambuco ganhou o reforço de 162.110 doses que, somadas às entregas anteriores, totalizam mais de 4,6 milhões de vacinas disponibilizadas para proteção dos pernambucanos.

“O Programa Estadual de Imunização recebeu as novas doses e já está acionou o esquema logístico para levar o insumo a todas as regiões do Estado, como vem sendo feito desde o início da campanha. Toda a nossa equipe tem expertise e sabe fazer campanha de vacinação. E não tenho dúvidas de que essa experiência terá um importante reflexo nas atividades que serão desenvolvidas ao longo deste sábado e domingo”, afirmou o governador Paulo Câmara.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, o objetivo é que a vacina chegue o mais rápido possível ao gestor municipal e, consequentemente, ao braço da população. “Nessa remessa, temos um desejo a mais de dar celeridade ao processo para que todos aqueles que estão com a segunda dose da Coronavac em atraso possam finalizar o esquema vacinal, de preferência ainda neste final de semana. Contamos com o empenho de todas as cidades para que sejam realizadas mobilizações para isso”, observou Longo.


Publicidade



O secretário convocou a população a aderir às ações, verificando nos canais oficiais do seu município a data, horário, local e outros detalhes de como será a mobilização. “A vacina salva vidas e tem reduzido as internações e óbitos em Pernambuco. Mas, para garantir essa proteção, é essencial completar o esquema vacinal com as duas doses. Por isso, aproveite o grande esforço concentrado deste final de semana para garantir a sua proteção. Não deixe de tomar a segunda dose. As vacinas são seguras, eficazes e salvam vidas”, reforçou.

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, em 18 de janeiro, Pernambuco recebeu 4.682.210 doses de vacinas. Desse total, 2.319.920 são da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 2.024.160 da Coronavac/Butantan e outras 338.130 doses são da Pfizer//BioNTech.

Link para sonora do secretário de Saúde André Longo e imagens de apoio:

https://we.tl/t-scn9dzs9K2

Crédito: Hugo Dourado/SES-PE

Fotos: https://we.tl/t-oWNexY3X8q

Crédito: Miva Filho/SES-PE

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por

jun 18

18 junho 2021

Ipem-PE fiscaliza produtos típicos de festa junina na Região Metropolitana

Ipem-PE/Divulgação

O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) realiza exames quantitativos em amostras de produtos típicos de festa junina, coletados no comércio da Região Metropolitana do Recife, no mês de junho. Uma amostra foi reprovada durante os exames por apresentar peso abaixo do indicado na embalagem, e a penalidade pode variar de R$ 100 a R$ 1,5 milhão. Os consumidores podem denunciar através do 0800 081 1526.

“O objetivo do Instituto é verificar quantitativamente o produto, ou seja, se o peso indicado na embalagem corresponde exatamente ao que o consumidor está pagando”, explica o presidente do Ipem-PE, Ary Morais. As analises ocorreram entre os dias 9 e 11 de junho, onde foram coletadas 20 amostras.

Produtos como leite de coco, canjica, amendoim, milho de pipoca, fubá e coco ralado, bastante consumidos nesta época do ano, foram analisados no laboratório do Ipem-PE em relação ao seu conteúdo nominal, que é aquele que se refere à parte do produto que será consumida, excluindo-se qualquer embalagem e/ou brindes.

De acordo com o Ipem-PE, identificadas irregularidades, as empresas serão autuadas e terão dez dias para apresentar defesa ao instituto. A penalidade varia de R$ 100 a R$ 1,5 milhão. Os consumidores podem denunciar qualquer irregularidade à Ouvidoria através do 0800 081 1526 ou do formulário de denúncia presente no site www.ipem.pe.gov.br.

Fonte: Diario de Pernambuco

Compartilhe:

Postado em RECIFE | Por

jun 18

18 junho 2021

Recife adere à iniciativa global da ONU Construindo Cidades Resilientes 2030

 

Foto: Brenda Alcântara/PCR Imagem

As ações executadas pelo Recife no enfrentamento aos efeitos da emergência climática credenciaram a cidade para a participação em uam rede voltada ao desenvolvimento sustentável. O prefeito João Campos e a vice-prefeita Isabella de Roldão oficializaram nesta quinta-feira (17) a assinatura da carta-compromisso de adesão do município à iniciativa Construindo Cidades Resilientes (MCR 2030), liderada pelo Escritório das Nações Unidas para Redução de Riscos de Desastres (UNDRR). Ao integrar a MCR 2030, a cidade se compromete a se tornar mais inclusiva, segura, resiliente e sustentável até 2030, estabelecendo medidas eficazes para reduzir o risco de desastres climáticos.

“A gente assina hoje o compromisso do MCR 2030 porque entendemos que é fundamental que uma cidade como Recife, que está sujeita a impactos muito relevantes, precisa construir um movimento de resiliência permanente. Para construir esses movimentos é fundamental a participação de entidades do terceiro setor, movimentos que respaldem e que nos ajudem a acelerar essas mudanças”, explicou o prefeito João Campos. “Sabemos mais do que nunca que, principalmente grandes cidades, grandes metrópoles no mundo estão sujeitas a diversos impactos no meio ambiente, impactos climáticos. E as gestões têm que ter o compromisso de cuidar da rotina, do presente da cidade, mas fazer sempre um planejamento que possa apontar para uma cidade cada vez mais inclusiva, que respeite o meio ambiente, que agregue e inclua as pessoas no futuro”, continuou João. Um dos objetivos da iniciativa, também, é o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e outros compromissos internacionais, incluindo os do Marco de Sendai, o Acordo de Paris e a Nova Agenda Urbana.

Pelo protagonismo na adoção de políticas públicas de promoção da sustentabilidade, Recife adere à MCR 2030 já habilitada na Etapa C, a última da escala prevista pela iniciativa. Sendo assim, recebe o título de Nó de Resiliência. O reconhecimento é concedido a cidades que já alcançaram um alto nível de experiência na construção de projetos de resiliência, estando capacitadas para compartilhar suas melhores práticas com outros municípios, sobretudo dos estágios A e B. “Uma alegria grande poder compartilhar desse momento histórico da nossa cidade, com tantas pessoas que nos assistem e que torcem por nós. Eu tenho dito sempre que a pandemia trouxe de maneira muito forte o conceito de que ‘o um impacta no todo e o todo no um’. Quanto mais cidades resilientes aderindo, se qualificando e caminhando para um objetivo comum de sobrevivência da humanidade, melhor será. Estou aqui cheia de gratidão e de felicidade por celebrar esse importante passo”, comemorou a vice-prefeita, Isabella de Roldão.

“Recife assume essa responsabilidade dentro de um grupo de excelência mundial, que conta com grandes cidades, como Dubai (Emirados Árabes), Barcelona (Espanha), São Francisco (EUA) e Medellín (Colômbia).  Ficamos muito felizes de poder compartilhar os avanços que alcançamos na gestão climática na última década, com ações inovadoras de adaptação e mitigação de riscos, assim como redução da emissão de carbono, viabilizada pela atualização periódica do nosso inventário de emissões”, completa Isabella, que também é embaixadora para a América do Sul da Cities Climate Leadership Alliance.

Como representantes do MCR 2030, participaram do evento o chefe do Escritório Regional das Nações Unidas para a Redução de Riscos de Desastres (UNDRR) para as Américas e o Caribe, Raul Salazar, a coordenadora regional MCR 2030, Natalia Villamizar Duarte e a assessora de Resiliência Urbana da MCR 2030  Johanna Granados, além da co-fundadora & CEO da Youth Climate Leaders (YCL), Cassia Moraes. “Damos as boas-vindas à cidade do Recife a essa iniciativa da MCR 2030. Parabenizo o feito do Recife em aderir a uma rede de apoio, de diálogos e de encontros com as cidades participantes e todas as partes interessadas que se unem por um propósito comum, que é fazer com que as cidades sejam mais resilientes. Através desta iniciativa, estamos buscando impulsionar a resiliência local, o desenvolvimento e a capacidade técnica local, sobretudo do intercâmbio de conhecimentos e aprendizagens que pode haver entre as cidades”, comemorou Raul Salazar.

A coordenação dos trabalhos no âmbito municipal ficará a cargo do secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos Ribeiro, que atuará em parceria com as demais pastas da gestão, com destaque para a Executiva de Defesa Civil, comandada pelo Coronel Cássio Sinomar.  Entre os compromissos, também estão melhorar a governança intersetorial, aumentar a capacidade de acesso a financiamento, projetar e fornecer infraestrutura resiliente, além de promover a inclusão social e desenvolver soluções baseadas na natureza. Como membro da MCR 2030, a cidade passa a ter acesso a um ambiente de aprendizagem e assistência, que auxilia justamente no alcance dessas metas, através da conexão com uma ampla rede de especialistas, conselheiros, agências de desenvolvimento, ONGs, organizações da sociedade civil, instituições de pesquisa, prestadores de serviços e potenciais investidores.

As cidades resilientes devem estar aptas para agir rapidamente e reduzir a exposição da população a situações de vulnerabilidade diante de cenários naturais ou causados pelo desequilíbrio ambiental, a exemplo de tempestades, enchentes e deslizamentos de terras, entre outras situações de risco. Para que as ações sejam ágeis e efetivas, é preciso implementar medidas preventivas, bem como mecanismos de informação da população e tecnologias capazes de acelerar a ação em casos de emergência.

Lançada em outubro de 2020 para um período de 10 anos, a partir do 1º de janeiro de 2021 até o fim de 2030, a MCR 2030 já conta 4.360 municípios participantes em todo o mundo, sendo 1.078 no Brasil. Os sócios cocriadores da iniciativa incluem: C40 Cities; ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade; Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC); Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA); Resilient Cities Network (R-Cities); Cidades e Governos Locais Unidos (UCLG); Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU HABITAT); Escritório das Nações Unidas para Serviços de Projetos (UNOPS); Grupo Banco Mundial, Conselho Mundial em Dados da Cidade (WCCD) e Youth Climate Leaders.

 

Fonte: Diario de Pernambuco

Compartilhe:

Postado em RECIFE | Por

jun 18

18 junho 2021

Anderson Ferreira anuncia mutirão para zerar fila da segunda dose da CoronaVac no Jaboatão

 

Anderson Ferreira anuncia mutirão para zerar fila da segunda dose da CoronaVac no Jaboatão

Foto: Leandro de Santana/PJG

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, anunciou nesta quinta-feira (17), que o município fará um grande mutirão, no final de semana, para aplicação da segunda dose da vacina da CoronaVac. Os imunizantes serão entregues amanhã e a expectativa é de zerar a fila de espera. Os usuários cadastrados serão informados sobre data e local por meio do aplicativo De Olho na Consulta ou pelo site deolhonaconsulta.jaboatao.pe.gov.br.

No sábado (19), os pontos de vacinação funcionarão das 8h às 16h. No turno da manhã, serão aplicadas as primeiras doses nos usuários que estavam agendados. À tarde será exclusivamente destinada para a segunda dose da CoronaVac. Já no domingo (20), a vacinação vai ser voltada apenas à segunda dose da CoronaVac, e irá das 8h às 13h, nos nove pontos de drive-thru do município, com reforço na Policlínica Mariinha Melo, localizada no bairro de Vila Rica.

“Recebi a informação do Ministério da Saúde de que Jaboatão receberá cerca de sete mil doses da vacina da CoronaVac. É uma grande notícia porque, com esse quantitativo, vamos conseguir zerar a fila de espera pela segunda dose. Por isso, vamos montar um grande mutirão, no final de semana, para aplicar essas doses. E não precisa se preocupar com novo agendamento. Data e local para a imunização serão informados pelo aplicativo ou site De Olho na Consulta”, destacou o prefeito Anderson Ferreira.

Carlos Cavalcanti

Assessor de Imprensa

Compartilhe:

Postado em Jaboatão dos Guararapes | Por

jun 18

18 junho 2021

Paulo Câmara recebe homenagem do Ministério Público de Pernambuco

 

 

Outras 32 autoridades do Estado receberam selo em alusão aos 130 da instituição

O governador Paulo Câmara prestigiou, nesta quinta-feira (17.06), a solenidade que marcou os 130 anos do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). No evento, aconteceu o descerramento de uma placa comemorativa, além da entrega de selos comemorativos a 33 autoridades do Estado cuja atuação contribuiu para o trabalho desempenhado pelo MPPE em favor do povo pernambucano ao longo desses anos.

Homenageado pela instituição, o governador afirmou que não é coincidência o fato de o Ministério Público ter dado, oficialmente, os primeiros passos exatamente no período de enfraquecimento e queda de um regime absolutista. “O Ministério Público de Pernambuco está bem atento às mudanças operadas nas vidas das pessoas, especialmente em relação àquelas que têm difícil acesso à justiça e necessitam ainda, em grande medida, do apoio e da afirmação de instituições públicas que fazem valer o direito para os que mais precisam. As pessoas confiam no Ministério Público e essa relação não se estabeleceu aleatoriamente. Tudo foi construído com base em um trabalho sério, comprometido com a lei e com os ideais democráticos”, ressaltou Paulo Câmara.

Além do governador, estiveram entre os nomes homenageados, o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado estadual Eriberto Medeiros; o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Fernando Cerqueira; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Dirceu Rodolfo; o defensor público-geral do Estado, José Fabrício de Lima; e o procurador-geral do Estado, Ernani Médicis.

ACERVO – Na solenidade, o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Paulo Augusto Freitas, também assinou um Termo de Cooperação Técnica com o Arquivo Público do Estado João Emerenciano (Apeje) para o resgate da memória institucional do MPPE, com a disponibilização do acervo e documentos sobre a história da instituição e realização de encontros técnicos, além da exposição e divulgação do Espaço Memória e de eventos corporativos envolvendo o acervo. “A preservação da memória organizacional é assunto de primeira ordem para o MPPE. A melhor forma de construir o futuro é olhando para o passado, preservando registros e aprendendo com erros e acertos”, disse Paulo Augusto.

Foto: Heudes Regis/SEI

ASCOM

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por