Publicidade


Grande Recife Consórcio de Transporte promoveu evento sobre Programa Pernambuco Mais Íntegro

14 maio 2024|Postado em:RECIFE

 

Foto: Paulo Maciel/Grande Recife Consórcio de Transportes

O Consórcio ainda não possui um Plano de Integridade e a meta dessa implementação é estabelecer um ambiente de trabalho mais íntegro, ético e colaborativo. “Estabelecer esse programa é um trabalho árduo, pois são temas já conhecidos pelo sistema, por isso sua implantação é de extrema importância a qualquer setor público. A previsão de conclusão é de 2025, e seu monitoramento será contínuo após a finalização, sendo uma responsabilidade permanente”, com essas palavras, o diretor-presidente do CTM, Matheus Freitas, abriu na manhã de hoje (14), no auditório do Cais do Sertão, o evento Integridade em Foco, com o tema “Você faz a coisa certa quando ninguém está vendo?”, que teve como objetivo proporcionar aos funcionários do Órgão sobre o conhecimento Programa Pernambuco Mais Íntegro – PPMI.

Criado pelo Decreto nº 54.436, de 9 de fevereiro de 2023, o PPMI do CTM tem como intuito a promoção da ética, integridade, probidade e o respeito às normas nas relações entre a Administração Pública e os setores público e privado, além de definir a estrutura dos programas e planos de integridade das entidades. A Assessoria Especial de Controle Interno – AECI, será responsável pela implantação e monitoramento do programa.

A ação contou com as palestras de Ricardo Miranda, diretor de Integridade e Correição da Controladoria-Geral do Estado, que abordou a temática “Ética e Integridade: fortalecendo a gestão pública estadual”, e Sandra Vespasiano, especialista em Compliance e Gestão de Riscos, que ressaltou sobre “Compliance e Sistema de Gestão de Riscos na Governança Pública – Sinal de Maturidade dos Agentes de Transformação”, visando fornecer uma compreensão mais abrangente e ampla da importância do Programa que será implementado em todo o Consórcio.

Em sua fala, Ricardo Miranda destacou que a ética e a integridade são pilares fundamentais para uma gestão pública eficaz, justa e transparente. Elas garantem que os servidores públicos atuem no melhor interesse da sociedade, promovendo a confiança pública, a eficiência administrativa e a justiça social. “Sem essas qualidades, a gestão pública corre o risco de cair em práticas corruptas e ineficazes, prejudicando o desenvolvimento social e econômico. Portanto, fortalecer a ética e a integridade é essencial para aprimorar a gestão pública estadual e assegurar que ela atenda às necessidades e expectativas dos cidadãos”.

Já Vespasiano enfatizou que o conceito Compliance é o saber normativo e multidisciplinar, que orienta quanto ao atendimento das regras de governança e da conformidade das práticas de gestão. “Traz o ordenamento, adaptações e análises dos cenários institucionais e dos processos internos, a fim de harmonizar as relações contratuais, os relacionamentos com atores do ecossistema corporativo e as tomadas de decisões. Contém arranjos internos que priorizam o alcance de objetivos institucionais e previnem atos ilícitos, retroalimentando a cultura de conformidade às normativas governamentais e internas, pautados na ética e nos valores públicos”.

A AECI objetiva aprimorar a gestão pública e fortalecer as políticas em vigor, reforçando a governança, aprimorando os controles internos e estabelecendo mecanismos para prevenir, detectar e lidar com os riscos relacionados à integridade, conforme instituído no Decreto, trabalhando em conjunto com a Comissão de Integridade, a Comissão de Ética e outras áreas relevantes. Até a conclusão total da implantação, serão realizados outros eventos, palestras, treinamentos, campanhas, reuniões com as áreas, e outras atividades.

Assessoria de Imprensa – Jô  Lima

Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: