Publicidade


Obras do Hospital da Criança do Recife Antônio Carlos Figueira seguem em ritmo acelerado

3 maio 2024|Postado em:RECIFE

Num investimento de R$ 116 milhões, com recursos advindos do Ministério da Saúde e da Prefeitura do Recife, unidade de saúde terá capacidade para ofertar, por mês, 8.860 procedimentos, entre consultas, exames e cirurgias de pequeno porte

Ainda este ano, as crianças e adolescentes da capital pernambucana terão à disposição uma nova unidade de saúde especializada em cuidados pediátricos de média complexidade. Com uma área construída de 12 mil m² no terreno de número 121 da Avenida Recife, no bairro de Areias, o Hospital da Criança do Recife – Antônio Carlos Figueira (HCR) receberá um investimento de R$ 116 milhões, com recursos advindos do Ministério da Saúde e da Prefeitura do Recife. As obras estão sendo coordenadas e acompanhadas pelo Gabinete de Projetos Especiais (GABPE). No início da tarde desta quinta-feira (2), o prefeito João Campos acompanhou o andamento das obras junto ao ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

“É um hospital de mais de R$ 100 milhões que está sendo feito pela Prefeitura. Agradeço ao presidente Lula porque essa obra faz parte do PAC, o programa de aceleração do crescimento do Brasil, onde a gente tem mais de R$ 60 milhões sendo investidos de forma direta pelo governo do presidente Lula e teremos o complemento municipal. O equipamento é de primeira. Eu acho que a marca daqui é saber que as crianças merecem um atendimento de qualidade, que a gente terá uma obra de alto padrão e um serviço de muita qualidade. Então, toda essa obra vai ser garantida, até o final do ano vai estar entregue, foi um compromisso que nós fizemos em 2020, acho que a cidade lembra disso, e a gente está podendo realizar”, declarou João Campos.

As obras, que tiveram início em janeiro deste ano, estão previstas para serem concluídas até dezembro de 2024. O Hospital da Criança do Recife terá capacidade para realizar mensalmente 8.860 procedimentos, entre consultas, exames e cirurgias de pequeno porte, ampliando o acesso de crianças e adolescentes da capital ao Serviço Único de Saúde (SUS).

“Essa é uma das obras mais simbólicas do novo PAC. Uma iniciativa da Prefeitura, o prefeito João Campos procurou o  presidente Lula, que determinou o apoio de imediato. São mais de R$ 100 milhões para construção e equipamentos. É uma obra simbólica porque vai cuidar das crianças, do futuro do nosso país. Tudo pensado para a criança. O prefeito João Campos é um grande aliado”, comentou Alexandre Padilha, Ministro das Relações Institucionais.

O Hospital da Criança do Recife será equipado com 60 leitos, sendo 50 destinados à enfermaria e dez à terapia intensiva (UTI). Além disso, os meninos e meninas terão acesso a ambulatórios especializados em diversas subespecialidades pediátricas, como ginecologia, psiquiatria e neuropediatria. A unidade também oferecerá leitos integrais de saúde mental, um Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico (SADT), um Centro de Apoio ao Atendimento à Criança Vítima de Violência, e um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), garantindo assim um atendimento completo e multidisciplinar.

A estrutura física da unidade hospitalar será distribuída em quatro andares, cada um com funções específicas. No térreo, além de seis recepções para acolher os pacientes e seus familiares, estarão localizados os serviços ambulatoriais especializados, SADT,  CEO, salas de vacinação e apoio social, farmácia e necrotério. Nesta mesma área, serão destinados espaços dedicados ao bem-estar e entretenimento das crianças, como playground, brinquedoteca, jardim de inverno, fraldários, lactários e banheiros.

“O Hospital da Criança garantirá toda a linha do cuidado em pediatria e hebiatria para pacientes de 0 a 17 anos, seja em consultas, exames, cirurgias e reabilitação física, motora e intelectual. Esse é um dos maiores gargalos do SUS, conforme a lista de espera da nossa Central de Regulação, e acolheremos esses pacientes em uma estrutura de ponta, com profissionais especializados e dialogando entre si na busca da melhor assistência. Será um marco na História do SUS no Recife”, destacou Luciana Albuquerque.

No primeiro pavimento, estarão localizados os leitos de UTI e enfermaria. Na área, também serão destinados espaços de acolhimento para as famílias dos pacientes internados, visando proporcionar conforto e apoio emocional durante o período de tratamento. Além disso, será instalado terraço-jardim, playground e espaço ecumênico. O acesso a este pavimento será facilitado por meio de escadas rolantes e elevadores sociais, garantindo praticidade e acessibilidade a todos os usuários.

No segundo piso, estará concentrada a parte administrativa do hospital, incluindo um auditório para eventos e reuniões, cozinha, refeitório, depósitos, almoxarifado e vestiários para funcionários. Já no terceiro andar, haverá a Escola Hospitalar, assegurando a continuidade da educação para as crianças e adolescentes internadas no local. O objetivo é garantir que, mesmo durante a hospitalização e a impossibilidade de participar das aulas regulares, eles não tenham seus estudos prejudicados.

“Estudos especializados apontam que a integração de elementos naturais e de design lúdico não apenas ajudam a distrair as crianças durante o tempo em que estão em um hospital, mas também pode contribuir para uma recuperação mais rápida e positiva. Por isso, o projeto do Hospital da Criança do Recife foi pensado neste contexto, reproduzindo ambientes divertidos, sustentáveis e funcionais”, explicou Cinthia Mello, chefe do Gabinete de Projetos Especiais.

A estrutura do Hospital da Criança do Recife será projetada com janelas amplas, proporcionando vistas para o ambiente externo e permitindo o aproveitamento da luz natural durante o dia. Além disso, a decoração será enriquecida com painéis de madeira, incorporando elementos e pinturas que remetem à natureza e às brincadeiras infantis. Esses detalhes visam criar um ambiente acolhedor, estimulante e reconfortante para as crianças e adolescentes.

No estacionamento, o paisagismo foi planejado para proporcionar conforto térmico aos usuários. Além das vagas para veículos, a área contará com espaços de abrigo e convivência, onde serão incluídos elementos como balanços e piões mexicanos. Eles não apenas servirão como sombreiros, garantindo proteção contra o sol, mas também funcionarão como brinquedos para as crianças.

Também acompanharam as obras do hospital, nesta quinta: Adriano Massuda, secretário de Atenção Especializada do Ministério da Saúde; Luciana Santos, ministra da Ciência e Tecnologia e Romerinho Jatobá, presidente da Câmara de Vereadores do Recife.

SUBESPECIALIDADES – No bloco ambulatorial do Hospital da Criança, serão oferecidas diversas subespecialidades pediátricas, incluindo: Pediatria, Fisiatria, Neuropediatria, Psiquiatria, Gastroenterologia, Psicologia, Ginecologia, Nutrição, Hebiatria, Dermatopediatria, Oftalmopediatria, Otorrinopediatria, Cirurgia Pediátrica e fisioterapia respiratória.

A unidade hospitalar também contará com o Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, onde serão realizados exames complementares para auxiliar no diagnóstico clínico, ambulatorial e cirúrgico. O espaço oferecerá uma variedade de análises de imagens e laboratoriais gerais e específicas, incluindo radiologia simples e com contraste, ultrassonografia, tomografia computadorizada, eletroencefalograma, eletroneuromiografia, teste pulmonar, endoscopia digestiva e exames para patologias clínicas.

Fotos: Marlon Diego/Prefeitura do Recife

Assessoria de Imprensa PCR

Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: