Publicidade


Voluntária em ONG, modelo recifense disputa concurso de miss na Alemanha: ‘Vai que dá certo’, diz

11 ago 2021|Postado em:Notícias, RECIFE

 

Domitila Barros, de 37 anos, é recifense e disputa concurso de missa na Alemanha — Foto: Reprodução/TV Globo

Domitila Barros tem trabalho social e já ganhou prêmio internacional. Agora, aposta na divulgação de ações de sustentabilidade para ganhar disputa, que tem como foco ética, diversidade e postura das concorrentes.

Da Linha do Tiro, bairro carente da Zona Norte do Recife, para a Europa. De voluntária na organização fundada pelos pais para ajudar crianças até a realização do sonho de morar no exterior. Essa é a trajetória de Domitila Barros, de 37 anos, que agora disputa o título de miss na Alemanha, onde mora.

Atriz e modelo, a recifense vive em Berlim, desde 2006. Com dupla nacionalidade, ela se inscreveu no concurso Miss Alemanha e foi selecionada. Ela lembrou que ouviu falar que poderiam participar pessoas de qualquer idade e qualquer cor e que o foco seriam os valores das concorrentes.

“Eu quero participar e testar. Vai que dá certo”, afirmou Domitila Barros.

 

O concurso tem início marcado para setembro. São 160 candidatas. Depois, o público vai votar pela internet, de qualquer canto do mundo.

Nessa fase, 80 serão selecionadas para o júri, então, escolher as finalistas. A campeã será conhecida em fevereiro de 2022.

Essa disputa vai além da beleza, segundo a própria Domitila. Diretamente da Alemanha, ela afirmou, pela internet, que os organizadores “procuravam pessoas que representam a nação, diversidade, ética, e questão de postura”.

Diante dessas exigências, Domitila não terá problema para participar da disputa e chegar até a final. Ela tem uma trajetória cheia de conquistas, desde que começou a ajudar os pais aos 13 anos, quando contava histórias para crianças da ONG, no Recife.

“Fiz um mestrado, nunca desisti de estudar. Nunca esqueci não só das minhas origens, mas que existem outras mulheres no mundo todo tão capacitadas, até mais do que eu. Então, acredito que poder representar isso, poder dar cara e corpo a isso, seria um prazer e um orgulho muito grande”, afirmou a recifense.

 

A atriz e modelo conta que participou das atividades do Centro de Atendimento a Meninos e Meninas, entidade criada pelos pais há 38 anos. Lá, até hoje, crianças estudam, se alimentam e participam de atividades recreativas.


Publicidade



Ao se envolver nos projetos sociais, Domitila chamou a atenção da Organização das Nações Unidas para a Cultura (Unesco). Assim, ganhou o prêmio “sonhadores do milênio”, no ano 2000, com outros jovens.

Depois, estudou serviço social e conquistou uma bolsa de mestrado em uma universidade de Berlim, na Alemanha, onde foi ficando, até hoje.

A pernambucana foi homenageada pelo ativismo ambiental pelo ministério das relações exteriores da Alemanha.

A imagem dela foi destacada no Instagram da instituição ao lado de mulheres como a médica alemã de origem turca Özlem Türeci, cofundadora da Biontech, uma das responsáveis por desenvolver a vacina Pfizer/Biontech contra a Covid.

Também já foi eleita, em 2020, pela revista americana Formidable Woman Magazine, uma das mulheres mais influentes na categoria “artivist”, por sua atuação na causa da sustentabilidade.

No Recife, ela não se esqueceu das origens e reuniu mulheres da comunidade para vender roupas de moda praia e joias feitas com capim santo. Parte do dinheiro ajuda a manter as atividades do centro. Em 2019, participou da Semana de Moda de Berlim .

“Fiz a Semana de Moda de Berlim, podendo apresentar todas as peças feitas em Recife. Isso desencadeou a questão sustentável, ambiental e também de eu estar representando um pouco disso nas redes sociais. Foi aí que eu percebi que eu não era uma influenciadora digital, mas uma greeninfluencer”, declarou.

Com essa bagagem, a recifense acredita que tem grandes chances de ter um “olhar diferenciado” na disputa no concurso de miss Alemanha.

E se depender de torcida, Domitila pode se considerar favorita. “Vamos fazer mutirão pra ela ganhar. Espero que ela ganhe. Estamos muito orgulhosos dela”, afirmou a estudante Bruna Melo, de 13 anos, que participa das atividades na entidade dos pais de Domitila.

Veja mais no G1

Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: