Publicidade


Zona Rural de Sertânia é atendida com ações da Secretaria de Saúde no município

22 mar 2017|Postado em:Sertão

Equipe de Saúde do Governo Municipal visita famílias na Zona Rural de Sertânia

A equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) começou a percorrer a Zona Rural do município de Sertânia, no Sertão do Moxotó, nesta terça-feira (21). Uma parte do grupo, que é composto por fisioterapeutas, psicólogo, nutricionista e educador físico, conversou sobre saúde, prevenção de doenças e gestação, com os moradores da comunidade do Rio da Barra, distante cerca de 25 km da sede, na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) da localidade. Depois da conversa, os profissionais fizeram ainda visitas domiciliares para atender pacientes com dificuldade de locomoção. Uma delas foi a senhora de 92 anos, Izabel Araújo, que se alegrou em receber as orientações do grupo.

“Esse momento com as pessoas é muito importante para o próprio desenvolvimento delas. Nossa função é dar apoio à atenção básica, trabalhando com a prevenção, dando suporte multiprofissional às unidades básicas e às demais equipes assistidas pelo SUS, orientando quanto à alimentação, mobilidade, atividades físicas, entre outros aspectos, visando a melhoria da qualidade de vida da população”, comentou Allana Vaz, fisioterapeuta e coordenadora do NASF, no município. Segundo a profissional, o trabalho vai seguir com visitas em várias unidades no território, que é o sétimo maior do Estado. Ainda nesta semana, visitarão os moradores do assentamento Boa Vista e do Sítio Campos.

Os agentes de saúde da Vigilância Sanitária também estiveram presentes no posto de Saúde da região, para conscientizar os participantes sobre os cuidados com os reservatórios, evitando, assim, a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Além disso, foi lembrada a questão da higiene com os depósitos de água, já que a maioria das doenças surge por causa da água potável, que é consumida. Os agentes informaram também aos moradores que podem denunciar os vizinhos que armazenam água de forma inadequada e alertar à Secretaria de Saúde e ao setor de endemias, quanto a possíveis focos de Dengue.

Assessoria de Imprensa

Kamila Nunes

Compartilhe:

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


%d blogueiros gostam disto: