set 26

26 setembro 2022

Feira reúne artesãos locais no Plaza Shopping


Publicidade



 

Evento que está na 9ª edição tem entrada gratuita e acontece no Plaza Shopping, em Casa Forte, no Recife. (Foto: Divulgação)

Acontece até o próximo sábado (1) no Plaza Shopping a 9ª edição da Mostra de Artesanato, Arte e Design de Pernambuco (MADE-PE). A feira reúne produtos sustentáveis, com peças criativas de pequenos empreendedores pernambucanos, entre expositores, artesãos e artistas. Com entrada gratuita, a exposição de artes acontece no jardim do piso L2 do centro de compras, localizado em Casa Forte, de segunda a sábado, das 15h às 22h, e aos domingos, das 15h às 21h.

A ornamentação do evento passa a ser temática e a ressaltar uma técnica utilizada por artistas pernambucanos. Esta edição, focada na xilogravura de Pernambuco, é assinada por Bacaro Borges, que projetou todos os elementos gráficos, tipografia e cores utilizadas e também estará entre os expositores.

A expectativa da organização é que mais de R milhão de reais circule durante o evento, com opções para todas as idades. Mais informações no site

https://www.madepernambuco.com.br/

 

 

Fonte: Diario de Pernambuco

Compartilhe:

Postado em RECIFE | Por

set 26

26 setembro 2022

Revista destaca o protagonismo de Pernambuco na Independência do Brasil

Revista pode ser acessada em formato físico ou virtual – Foto: Alexandre Aroeira / Folha de Pernambuco

A publicação “200 anos da Independência do Brasil e como foi em Pernambuco!” foi lançada no mês de setembro pela editora Engenho de Mídia, em formato impresso e em versão digital

A tradição libertária de Pernambuco tem origem nas lutas que culminaram na independência do Brasil. Entre 1817 e 1824 foram os anos mais intensos, turbulentos e sangrentos da nossa história. Para destacar o protagonismo do Estado nesse período, a publicação “200 anos da Independência do Brasil… e como foi em Pernambuco!” foi lançada no mês de setembro pela editora Engenho de Mídia, em formato de revista e com versão digital, com pesquisa e textos do jornalista José Neves Cabral, edição e textos de Carol Bradley, consultoria técnica de George Cabral, projeto gráfico e design de Bruno Falcone Stamford e ilustração de Thiago Lucas.

A publicação apresenta fatos marcantes que comprovam como o espírito revolucionário de Pernambuco influenciou na Independência do Brasil. “Pernambuco é muito pouco valorizado quando o assunto é Independência do Brasil, apesar da relevância e das lutas que teve. Em 1817, com a Revolução Pernambucana, nós ficamos independentes em relação à Coroa portuguesa. E ao contrário do que aconteceu em 1822, quando nós continuamos com a monarquia, com a Revolução Pernambucana, o que nós conseguimos foi implantar uma República. Foi por pouco tempo, é verdade – pouco mais de dois meses – mas demonstra o pioneirismo de Pernambuco em relação a esse tema”, pontua Carol Bradley.

Luta e protagonismo
“A revista mostra que o processo de independência não foi tão pacífico e heroico, como a história oficial tentou passar com aquele ato de Dom Pedro I. Antes, houve um intenso movimento de uma província como Pernambuco que sonhara com a independência antes mesmo dos membros da família real. O grito do Ipiranga foi um grito de alguém que queria apenas “manter” o que considerava seu “patrimônio pessoal”, o território Brasil. Já as revoluções pernambucanas almejavam a liberdade em seu sentido mais amplo. Mesmo sem incluir, por uma questão circunstancial, a libertação dos escravos naquele momento, todos sabiam que essa era apenas uma forma de buscar o consenso para levar aqueles movimentos em frente”, avalia José Neves Cabral.

“Os movimentos pernambucanos de 18I7 e 1827, embora não tenham sido vencedores, interferiram na forma como o Brasil ficou independente, permitindo uma adesão, ainda que precária, ao sistema constitucional. Isso impediu o surgimento de uma monarquia totalmente absolutista e deu espaço para alguma descentralização do poder no período imperial. Os momentos críticos do processo da Independência do Brasil em Pernambuco nos fazem ver que existiam diversas opções possíveis para o início de nossa trajetória como país politicamente autônomo”, avalia George Cabral, professor de História da UFPE e doutor em História pela Universidade de Salamanca.

Repressão e apagamento
Os ideais da Revolução Pernambucana provocaram uma repressão violenta em 1817. Dom João mandou executar os líderes que foram mortos para servir de exemplo. “Luis do Rego Barreto, governador que assumiu a província, mandou queimar todos os documentos para que ninguém soubesse o que aconteceu aqui em Pernambuco. Eles queriam realmente não só executar os líderes como apagar da história o que ocorreu aqui, para que não incentivasse outras províncias a irem pelo mesmo caminho”, explica Carol Bradley.

Os ideais iluministas e a maçonaria
Outra passagem marcante da publicação apresenta a grande influência que a maçonaria teve nos movimentos revolucionários pela Independência do Brasil. Alguns historiadores acreditam que a primeira maçonaria no Brasil foi fundada em Itambé, Interior de Pernambuco.

“A maçonaria tinha que funcionar de forma secreta porque não era autorizada, era o local em que as pessoas se reuniam para trocar ideias e para conspirar realmente. Porque os maçons tinham esse ideal de liberdade, fraternidade e igualdade que veio com o iluminismo e nessas reuniões que aconteciam eles conversavam sobre isso e conspiravam sobre como fazer a revolução. Os principais líderes revolucionários em Pernambuco eram maçõns. Frei Caneca, José Domingo Martins e praticamente todos os líderes de 1817 e próprio Dom Pedro I era da maçonaria. “200 anos da Independência do Brasil… e como foi em Pernambuco!”,

SERVIÇO
Para solicitar a versão impressa ou ter acesso à versão digital acesse o site do Engenho de Mídia.

 

 

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por

set 26

26 setembro 2022

Juventudes de Recife e mais 15 cidades mobilizam intervenções artísticas e educacionais para Eleições

 

Foto: Divulgação

Outdoors, lambes, projeções visuais e muitas outras ações promovidas pelo Engajamundo acontecem ao longo do mês de setembro a fim de chamar atenção para a importância da participação do jovem na política. O projeto visa convocar e estimular os jovens a participarem e ocuparem a política brasileira, inclusive a partir do voto consciente em 2022, como forma de defender o que acreditam.

Cidades de diversos estados brasileiros vem recebendo desde o dia 16 de setembro, intervenções artísticas, educacionais e de mobilização de O Rebuliço, programa de permanência da organização de juventudes Engajamundo, que tem por objetivo promover a criação de mecanismos para inclusão de jovens ativistas em condições de vulnerabilidade em espaços de tomada de decisão. A cidade de Recife faz parte da programação.

Hoje, mais de 30 jovens voluntários da rede são atendidos pelo programa, por meio de formações e recursos que potencializam suas atividades na organização. As ações terão como tema a pesquisa “Cadê os jovens na política pública federal?”, realizada pelo próprio Engajamundo, em parceria com os Institutos Cíclica e Veredas, que denunciou a queda de cerca de 50% das políticas públicas voltadas para o atendimento da juventude no âmbito federal entre 2020 e 2021.

Outdoors, projeções, busdoors, lambes, pinturas, grafites, adesivos, fotografias e muitas outras formas de manifestação são esperadas nesta primeira edição do programa, que tem como propósito aproveitar o momento de eleições para chamar atenção para a necessidade de haver mais políticas destinadas ao público jovem em toda a sua composição: comunidades tradicionais, indígenas, pessoas pretas e LGBTQIA+.

As atividades do projeto já foram iniciadas em Salvador (BA), com a distribuição de adesivos; São Paulo (SP), Belém (PA) e Recife (PE), com projeções visuais; e em Belo Horizonte (MG), com a colagem de lambes. O projeto contempla, ao todo, 16 cidades e dez estados brasileiros. As demais localidades com intervenções programadas são: União dos Palmares (AL), Imperatriz (MA), São Luís (MA), Porto Seguro (BA), Feira de Santana (BA), Santarém (PA), João Pessoa (PB), Itabaiana (SE), Caucaia (CE), Franca (SP), Piracicaba (SP).

Para acompanhar a programação da sua região, é possível  acompanhar o Instagram da organização @engajamundo.

 

Fonte: Diario de Pernambuco

Compartilhe:

Postado em RECIFE | Por

set 26

26 setembro 2022

Três debates reúnem candidatos ao Governo de Pernambuco na última semana de campanha; veja agenda

 

Foto: Reprodução-Folha de Pernambuco

Com exceção de Anderson Ferreira (PL) e Marília Arraes (Solidariedade), todos já confirmaram presença

Na última semana de campanha antes do primeiro turno das eleições, marcado para o próximo domingo (2), cada segundo é decisivo para os candidatos e candidatas ao Governo de Pernambuco.

Esta semana, entre segunda-feira (26) e quinta-feira (29), haverá três debates na televisão. Com exceção de Anderson Ferreira (PL) e Marília Arraes (Solidariedade), todos já confirmaram presença.

O primeiro debate acontece às 18h desta segunda-feira, na TV Guararapes. Na terça-feira (27), a Globo Pernambuco junta os candidatos a partir das 22h30. O último debate antes do primeiro turno será na quinta-feira, na TV Jornal, a partir das 11h.

Os candidatos convidados aos debates são todos que têm deputados eleitos no Congresso Nacional: Anderson Ferreira (PL), Danilo Cabral (PSB), João Arnaldo (Psol), Marília Arraes (Solidariedade), Miguel Coelho (União Brasil), Pastor Wellington (PTB) e Raquel Lyra (PSDB).

A agenda enviada pela assessoria da campanha de Anderson Ferreira não prevê a participação dele no debate de segunda na TV Guararapes. Na tarde desta segunda-feira, ele grava guia eleitoral e depois embarca para Petrolina, onde irá acompanhar o presidente Jair Bolsonaro em nova visita ao Estado. Como Anderson só volta ao Recife na quarta-feira, ele também não deverá participar do debate da Globo Pernambco.

Líder nas pesquisas, Marília Arraes não divulgou agenda até a noite do domingo. Ela também não confirmou participação em nenhum dos debates. À noite, deve participar de carreata em Vitória de Santo Antão, quando os ex-prefeitos Aglailson e Aglailson Filho devem oficializar apoio à candidata.

Os outros três candidatos do pelotão de frente confirmaram presença no debate da TV Guararapes. Danilo Cabral grava para o guia eleitoral antes de participar do encontro. Assessores da campanha do candidato da Frente Popular fecham a agenda do resto da semana.

Miguel Coelho, que tem reforçado presença no Recife e Região Metropolitana, tem sabatina em uma emissora de rádio local também marcada para esta segunda-feira. Além do debate, Raquel Lyra tem reuniões com a coordenação de campanha nesta segunda.

 

 

Fonte: Folha de Pernambuco

Compartilhe:

Postado em Política | Por

set 26

26 setembro 2022

Agências do Trabalho oferecem 389 vagas em 21 cidades nesta segunda-feira (26)

 

Foto: Agência Brasil

Do total de oportunidades, 20 são para empregos temporários

Para quem está em busca de emprego neste começo de semana, Agências do Trabalho de 21 municípios de Pernambuco oferecem, nesta segunda-feira (26), um total de 389 vagas.

As três cidades com mais oportunidades são Recife, com 83 vagas, Igarassu, onde existem 55 opções de emprego e o Cabo de Santo Agostinho, com 34 vagas.

Para pessoas com deficiência, há 10 vagas, outras 20 para empregos temporários e seis direcionadas a estágio.

As funções com mais demanda são: vendedor (40), operador de empilhadeira (25) e pintor de veículos (12).

Além dos municípios citados acima também há vagas de emprego, por ordem alfabética, em: Araripina (3), Arcoverde (12), Belo Jardim (9), Bezerros (4), Camaragibe (7), Caruaru (12), Escada (1), Garanhuns (31), Goiana (28), Ipojuca (5), Nazaré da Mata (13), Paulista (9), Pesqueira (5), Petrolina (26), Salgueiro (5), Santa Cruz do Capibaribe (29), Serra Talhada (8) e Vitória de Santo Antão (10).

Para concorrer a uma das vagas, a pessoa precisa ter o cadastro atualizado há pelo menos três meses. Desta forma, o candidato ou candidata fica com o cadastro ativo e pode acompanhar as vagas pelo aplicativo Sine Fácil, sendo encaminhado para uma delas, caso esteja de acordo com o perfil. Quem não está com o cadastro atualizado nos últimos 90 dias, precisa ir a uma agência mais próxima de sua casa para ativar o perfil.

As Agências do Trabalho atendem das 8h às 13h – algumas apenas com agendamento prévio.

Os endereços das unidades estão disponíveis no site da Seteq.

Confira as vagas:

Compartilhe:

Postado em Notícias | Por